NA PLAYLIST: THE USED

The Used n√£o foi¬†a minha banda preferida na adolesc√™ncia, mas era uma das bandas que mais me faziam gritar¬†internamente quando eu ouvia alguma m√ļsica. Na verdade, esse v√≠deo de On My Own¬†ainda me¬†faz querer gritar junto com o Bert e toda a plat√©ia¬†e, de verdade, enquanto ela toca eu ~~olho para o teclado e n√£o sei mais o que dizer, apenas sentir~~.

640e3764763b4dd5cd82c1edec939f94
Meu gosto musical mudou muito de l√° pra c√°.¬†Se, hoje, eu conhecesse o √°lbum Lies For The Liars ¬†(2007) e todos os outros anteriores a ele, as chances de gostar de The Used (e demais bandas que eu curtia na √©poca) seriam m√≠nimas. “Muito barulho”, eu diria.
Apesar do apego sentimental que carrego comigo, eu nunca parei pra escutar nenhum álbum novo (leia-se: desconhecido por mim) dos artistas que fizeram parte da minha vida até meus 17 anos (#sdd). Nunca, até hoje! Num exato momento do meu dia, eu decidi entrar no spotify pra escutar tudo o que eu não conhecia de The Used.

Dei play em Imaginary Enemy –¬†¬†√ļltimo √°lbum lan√ßado –¬†e, desde ent√£o, vivo de repeats¬†nele (mas pulando as m√ļsicas mais barulhentas, confesso haha).

Separei as minhas ~favoritas pra compartilhar com vocês e fica aí a pergunta: você já se permitiu conhecer os trabalhos novos dos artistas da sua adolescência? Se ainda não, fica a dica, você pode se surpreender.

~~ impressionada que o Bert est√° ainda mais maravilhoso do que era h√° 9 anos ~~~

 


Acompanhe o blog nas redes sociais
Facebook | Instagram | Pinterest | Blogloving | Snapchat: natalialemoos